The universe is expanding too fast, and that could rewrite cosmology

Diferentes medidas da constante de Hubble, a taxa de expansão espaço-tempo, se recusam a concordar – o que significa que podemos ter que olhar além das teorias de Einstein para explicar o universo

Espaço


25 de novembro de 2020

Imagem padrão do novo cientista

Douglas Bowden

A princípio, foi um sussurro. Agora se tornou um grito: há algo muito errado com nossa compreensão do cosmos. Quando medimos a taxa na qual o universo está se expandindo, obtemos resultados diferentes dependendo se extrapolamos do universo primitivo ou olhamos para estrelas em explosão em galáxias próximas. A discrepância significa que tudo está se distanciando mais rapidamente do que esperamos.

O problema surgiu originalmente há alguns anos, e a esperança era que desaparecesse com observações mais precisas. Na verdade, as medições mais recentes tornaram impossível ignorar. “Está começando a ficar muito sério”, diz Edvard Mörtsell, cosmologista da Universidade de Estocolmo, na Suécia. “As pessoas devem ter realmente estragado tudo para que isso não seja real em algum sentido.”

Cosmologistas têm procurado respostas. Eles brincaram com as propriedades da energia escura e da matéria escura, esses dois componentes bem conhecidos, mas ainda misteriosos, de nosso modelo padrão de cosmologia. Eles imaginaram todos os tipos de novos ingredientes exóticos – tudo em vão.

A conclusão dificilmente poderia ser mais clara. Nosso melhor modelo do cosmos, um navio aparentemente sereno, pode estar furado abaixo da linha d’água. Isso levou alguns pesquisadores a sugerir dar o passo final: abandonar a nave e construir um novo modelo padrão a partir do zero, com base em uma compreensão revisada da gravidade. Esta dificilmente é a primeira tentativa desse tipo. Agora, porém, vem com uma reviravolta – quase literalmente. Ao colocar um spin quântico nas teorias de espaço e tempo de Einstein, podemos finalmente dar sentido a …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *